Preciso de uma holding?

Uma pergunta básica e usual na qual a resposta pode ser uma complicada análise individual. 

Para isso é necessário responder a algumas questões, a saber:


 


1. Estou necessitando de maior rendimento e, consequentemente, pagar maior imposto, ou posso separar minha necessidade pessoal do meu ser empresarial?

2. Posso trocar meu rendimento tributável por outros que me possibilitem alíquotas mais baixas (T.J.L.P., dividendos etc.)?

3. Os rendimentos que ganho não estão sujeitos ao carne-leão nem taxados acima de alíquota menor (15%) na fonte?

4. Minhas atividades rurais estão bem planejadas e controladas, possibilitando um rendimento que equilibre despesas, custos e investimentos novos, evitando que eu precise colocar dinheiro próprio?

5. Para que preciso de uma holding? (veja o artigo Razões para formar uma Holding)

Para maior segurança, os dados mensais das receitas e despesas pessoais devem ser registrados e arquivados todos em documentações e anotações dos cheques emitidos ou recebidos. Temos notado durante nossa vida profissional que os empresários em geral precisam de uma holding, mas precisam, muito mais, envolver-se com ela. Há casos em que não se veem vantagens fiscais para a constituição de uma holding. Nesses casos, deve-se estudar a viabilidade de uma holding, levando-se em conta outros determinantes que não sejam os tributários.

As holdings não são somente para economizar; isto é importante, mas não é o principal. A holding organiza o grupo societário e o controla mais eficientemente, a holding é mais maleável em suas estratégias, a holding é a ferramenta
administrativa, a holding é a solução para a sucessão. Ao fim dessas posições, a holding acaba simplificando, e, por isso, economizando. Mesmo a organização pessoal bem feita e equilibrada precisa de uma secretária para anotar, arquivar, entre outras coisas. Na holding é mais eficiente.

Fonte: Edna Pires Lodi, João Bosco Lodi. 4. ed. rev. e atual. — São Paulo: Cengage Learning, 2011 (série Profissional) – páginas: 112, 113, 114

Artigos relacionados:

Conheça abaixo os cursos:

 

Confira um trecho da Drª Simone Baguinski explicando um pouco mais sobre a figura da Holding Familiar

Sobre o autor:

Edilson Cordeiro
Consultor na Escola de Auditoria e Governança Corporativa.

Deixar uma comentário